Vinho rosé: como é o processo de fabricação?

Vinho rosé: como é o processo de fabricação?

Nos últimos anos, os vinhos rosés ganharam grande popularidade entre os apaixonados por vinhos. Além de ser uma opção para variar aos brancos e tintos, atualmente existe uma grande variedade de rosés que se diferenciam pela leveza, acidez, teor de açúcar, sabor, suavidade e aromas.
Não só pela variedade, os vinhos rosés conquistaram os apaixonados por vinhos também pela versatilidade para harmonizações e por ser um tipo de vinho que combina com as estações mais quentes e é também uma boa pedida no frio, acompanhando pratos quentes. Abaixo, contamos um pouco sobre como é o processo de fabricação dos rosés.

Diferentes métodos usados na fabricação do vinho rosé

O processo de fabricação dos vinhos rosés pode ser feito através de 5 métodos principais: a compressão direta, maceração curta, mistura de uvas, corte de vinho e sangria.

Compressão direta

A compressão direta é o processo que transforma as uvas em vinho, sejam elas uvas brancas ou tintas. Ambos os tipos passam por essa compressão assim que chegam à vinícola. É a etapa mais bruta do preparo do vinho.

Maceração curta

Na maceração curta, os pedaços de uvas ficam em contato com o mosto, um sumo resultado da compressão da fruta que será levado para a fermentação. No caso do rosé, a maceração pode durar de 6 a 24 horas.
É um tempo considerado intermediário, por ser mais prolongada que o dos vinhos brancos e mais rápido do que é para os tintos.

Mistura de uvas

Esse é um processo que ocorre ainda, mas está ficando cada vez mais incomum. Consiste na junção das uvas antes mesmo da fermentação.

Corte de vinho

Essa etapa já acontece após a fermentação, sendo o processo de mistura dos vinhos tintos e brancos já vinificados.

Sangria

O processo de sangria é o líquido resultado da drenagem dos vinhos tintos. Esse é um processo bastante utilizado em lugares como Califórnia, Estados Unidos e Vale do Napa. Nessa forma, o vinho rosé é resultado de um subproduto do vinho tinto, normalmente se tornam mais escuros e alcoólicos.
Independentemente do método de fabricação, o resultado é um vinho rosé com uma coloração apaixonante, de sabor leve e incomparável. Ideal para um jantar romântico, um almoço em família ou para degustar aproveitando sua própria companhia.
Para encontrar o seu rosé, passe em uma de nossas quatro lojas e aproveite a variedade de rótulos que é só na Adega Brasil.

Faça um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *